barrinhas

domingo, fevereiro 27

Anatomia

Os dias vão passando lentamente
e toda forma de amor vai surgindo
e toda flor que brotou, resumindo
o que a gente sente

Em cada cor, cada brilho
cada dor, mais um filho
cada amor andarilho
um sabor, um martírio

Assim noite a noite
lua a lua
minha boca vai dizendo
que te quer toda nua

E assim dia a dia
sol a sol
te quero e te prendo
em meu lençol

Dedos bons, carne crua
ao som da chuva
minha boca vai dizendo
que te quer toda nua

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. Um dos melhores que já li aqui. Parabéns :)

    ResponderExcluir